Edgar Pinto foi o melhor português em Vilar Formoso

Edgar Pinto (Seleção Nacional/Liberty Seguros) foi o melhor corredor português na primeira etapa do Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela, que hoje terminou em Vilar Formoso, depois de percorridos 145 quilómetros, desde Pinhel.

O corredor natural de Albergaria-a-Velha entrou na grande movimentação do dia, quando 37 corredores se destacaram do pelotão, à passagem do quilómetro 22. Edgar Pinto manteve-se na dianteira e terminou na nona posição, com o mesmo tempo do catalão Eduard Prades (Caja Rural-Seguros RGA), que venceu ao sprint.

“Foi uma etapa bastante mexida. Houve muitos ataques e formaram-se vários grupos. Tive a felicidade de engatar no grupo principal, apesar de não ter as melhores sensações. Está tudo em aberto para as etapas que faltam. Os favoritos estão todos na discussão”, considera Edgar Pinto.

Tiago Ferreira também representou a Seleção Nacional/Liberty Seguros no grupo dos 37, mas uma queda sofrida a descer afastou-o do contacto com os melhores na etapa. Rui Oliveira foi outro elemento da equipa nacional em destaque. Manteve-se no primeiro pelotão, que acabou por fazer a junção aos 37 da dianteira. Conseguiu, dessa forma, terminar a jornada como segundo melhor jovem.

“O Edgar Pinto esteve bem e conseguiu um bom resultado. O Rui Oliveira também esteve em bom plano, mas não fomos capazes de o levar à camisola da juventude, que era o objetivo que tínhamos para esta etapa. Foi pena a queda do Tiago Ferreira”, resume o selecionador nacional, José Poeira.

Notícia Completa

Fonte: FPCiclismo