Fazedores de Artes tomam conta do centro de Albergaria-a-Velha

Escritores, artesãos, atores, músicos. Artistas das mais variadas áreas vão reunir-se em Albergaria-a-Velha nos dias 11, 12 e 13 de setembro para mais uma edição “Dos Modos Nascem Coisas” – Festival de fazedores de Artes. O evento, organizado pela albergAR-TE – associação cultural, em parceria com a Câmara Municipal, propõe ser uma plataforma de divulgação e formação das artes e dos ofícios, que cative novos públicos através do confronto das opções artísticas e do envolvimento da comunidade.

O Festival arranca na sexta-feira, pelas 18h00, com a abertura do Mercado das Coisas na Alameda 5 de Outubro. Para além da venda de diversos artigos, do artesanato aos produtos biológicos, dos livros aos objetos vintage, o espaço será um grande palco com concertos, circo, dança, poesia e conversas com artistas de diversas áreas.

“Queremos ser irreverentes e provocadores, atrair as pessoas aos objetos, às ideias, aos projetos”, afirma a organização, que também aposta no envolvimento da comunidade. Exemplo disso é a ORQUESTRA (in)QUIETA, formada por cerca de 100 elementos de mais de uma dezena de coletividades, bandas de música e outros grupos recreativos, bem como cidadãos individuais. Na noite de sexta-feira, pelas 21h30, o público poderá apreciar como experiências e sonoridades diferentes podem criar um espetáculo original. Outro momento alto é o concerto ADUF, na noite de sábado, no Cineteatro Alba, em que os sons tradicionais se misturam com ritmos mais industrializados para homenagear o adufe, antigo instrumento de percussão de origem árabe. O Festival encerra com os Mimo’s Dixie Band no domingo, pelas 18h30.

Durante o fim de semana serão, ainda, dinamizadas oficinas criativas para adultos e crianças e, no Salão Nobre da Junta de Freguesia de Albergaria-a-Velha, o público poderá assistir a um ciclo de curtas-metragens do Cineclube de Avanca.