Albergaria-a-Velha sobe 30 posições no Ranking de Concelhos do Jornal de Negócios

O Jornal de Negócios em Abril do presente ano lançou um estudo efetuado pela sua redação, estudo esse que foi levado a cabo em todos os concelhos do país, e que teve em conta três critérios diferentes para elaborar um ranking de concelhos. Os critérios foram os negócios, turismo e o viver, que se refere claramente à qualidade de vida dos cidadãos.

Esse estudo que tem como anos de referência 2014, 2015 e 2016, indica claramente uma subida sustentada do concelho de Albergaria-a-Velha em todas as áreas. Tal facto, que facilmente se vislumbra na tabela abaixo apresentada é resultado de uma clara política do município de Albergaria-a-Velha de aposta na atração de novas industrias para o concelho, quer através do aumento de área de implantação industrial no PDM em 52%, acima daquilo que estava previsto na primeira proposta do anterior executivo, quer através da diminuição da carga tributária das empresas.

Também na área do turismo têm havido uma grande aposta deste executivo, como exemplo podemos referir o Festival Pão de Portugal, evento único no país e que colocou o concelho no mapa do eventos a visitar, a Rota dos Moinhos, programa que promove o concelho com mais moinhos de Água inventariados na Europa, cujo número visitantes triplicou de 2015 para 2016. Na qualidade de vida destaca-se, a baixa carga fiscal, o baixo índice de desemprego, a programação cultural e desportiva de referência, a construção de ciclo-vias, parques de lazer, e criação de percursos pedestres certificados pelas entidades competentes.

Estas são apenas algumas medidas que estão a sustentar esta subida no ranking desta publicação portuguesa de referência. Não diz tudo, mas é um bom indicador e criador de acrescido estímulo para o prosseguimento da estratégia deste Executivo, nos âmbitos que são objeto de estudo neste artigo do Jornal de Negócios.

Com uma estratégia certa e adequada do Executivo liderado por António Loureiro, temos um concelho a evoluir, com mais atividade comercial e industrial, mais turismo e mais qualidade vida!

Fonte: CDS Albergaria