PSD questiona Câmara de Albergaria sobre requalificação de escola

Os vereadores do PSD de Albergaria não concordam com a opção pelo projeto de requalificação da antiga Escola Primária da Avenida e votaram contra a opção pelo investimento previsto superior a meio milhão de euros para servir 4 turmas.

José Licínio Pimenta (PSD) refere que “é, no mínimo, estranho que o Executivo traga um projeto de requalificação de uma antiga escola primária que tem implícita a reorganização da rede escolar, pelo menos, em Albergaria-a-Velha, quando tem a Carta Educativa em processo de revisão e para a qual pagou cerca de 30 mil euros à Universidade de Aveiro.”

De acordo com o Vereador eleito pelo PSD, há um conjunto de questões, prévias à discussão, que têm de ser respondidas pelo Presidente da Câmara Municipal. “Para que serve a Carta Educativa? Em que se sustentou o Executivo para apresentar esta proposta de reorganização? Que alunos vão ficar nesta Escola e quais os que vão para a Escola Básica 1,2? Onde está o Parecer da DGEstE, quer relativamente à reorganização da Rede quer do Projeto em apreciação?” são as questões levantadas pelo PSD de Albergaria.

Ao contrário do que a proposta do Executivo sugere, o PSD defende a continuação do investimento na Escola Básica 1,2, construindo um espaço polivalente fechado e coberto e o aumento das áreas de recreio cobertas, melhorando as condições de recreio dos alunos, especialmente em período de inverno.

 

Fonte: TerraNova